Sustentabilidade, Tendência

Economia circular: uma nova forma de negócio

Você sabia que 84% dos materiais de bens de consumo não duráveis são jogados em aterros ou incinerados anualmente (na Europa)? Olhando para esse número percebemos a importância da economia circular. No último dia 23 participamos do 4º Laboratório do Rio+B que falou sobre isso.

Mas o que é economia circular?

Ela propõe um reaproveitamento de tudo que é produzido. Isso significa que os produtos, componentes e materiais não são finitos, ou seja, eles mantêm alto nível de utilidade e valor o tempo todo.

Dizemos que é circular porque funciona num ciclo contínuo de eliminação da noção de resíduo. Ela muda toda a forma de consumo, do design dos produtos até a relação dos consumidores com a matéria-prima e os resíduos. A ideia é a criação de sistemas de reparo, reuso e remanufatura, seguindo a inteligência do meio ambiente, onde a natureza não desperdiça nada e tudo tem uso contínuo. Isso ajuda a:

  • Controle de estoques finitos

  • Equilibrar os fluxos de recursos renováveis

  • Otimizar o rendimento de recursos

Fatores que estão desafiando o modelo linear a mudar para o circular

  • Perdas econômicas e estruturais

  • Volatilidade de preços

  • Pressões demográficas

  • Urbanização

  • Aceitação de novos modelos de negócios

  • Avanços tecnológicos

Escolas de pensamento e pensadores responsáveis pela construção da Economia circular

  • Michael Braungart e William MCdonough da Cradle to Cradle

  • Janine Benyus da Biomimicry

  • Walter Stahel da Performance Economy

  • Amory Lovins da Natural Capitalism

  • Thomas E. Graedel da Industrial Ecology

A Fullworks participa do Rio+B e está compromissada em gerir o negócio de forma sustentável. Por isso achamos tão importante não só aprender e aplicar a economia circular, mas compartilhar este conhecimento para que você possa aplicar na sua casa ou negócio. Assim teremos um mundo mais sustentável.

O que é Rio+B

É um projeto que incentiva empresas e redes de negócios a avaliarem e tomarem consciência de seu impacto socioambiental. O objetivo é engajar a iniciativa privada em uma agenda de sustentabilidade. O projeto tem foco no Rio de Janeiro e conta com parceiros como o Rio Resiliente, da Prefeitura do Rio e a Fundação Ellen MacArthur, entre outros. As empresas participantes recebem ajuda para criar e aplicar projetos que fomentem a sustentabilidade.

 

E você, já parou para pensar no nosso modelo de consumo e em como você pode contribuir para um mundo mais sustentável? Conte-nos o que é feito onde você trabalha e o que você já faz no seu dia a dia.

 

Para receber conteúdos como esse sobre o mundo da comunicação visual e como ele pode ajudar o seu negócio e sua equipe criativa, assine nossa newsletter mensal. Assim você estará sempre informado.